sábado, 19 de dezembro de 2009

Quem sou eu

Um monte de células interligadas
um monte de tecido diferenciado
um cabelo loiro
e a pele maltratada
um corpo nada físico
uma alma reencarnada
quem sou eu?
sou tudo, sou nada
dê ao menos uma analisada!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Até mais

Antes a casa era tão cheia,
e tudo voava.
Hoje me parece tão vazia,
e tão cheia de nada.
Antes as noites eram dias,
viajava na fantasia,
fazia e desfazia magia,
mas a vida era vazia.
Hoje me pareço tão contente,
mas o que fazer se meu corpo mente,
me dê ao menos um sorriso,
vamos, não deve ser difícil,
dar adeus nem sempre é fácil
mas nós temos que dizer!

domingo, 1 de novembro de 2009

Frozen

Me beije como nunca fui beijado
é fácil se você tentar
me provoque
me esboce,
me desenhe,
descubra meus lábios,
revire me língua,
desenhe meus contornos,
me ame essa noite!

About my crazy life

Às vezes o pulso se corta
talvez a bebida pode ajudar
desce mais uma dose por favor
ah, e traga mais um pacote de papel toalha,
troque o pano da mesa
ele já está encharcado com minhas lágrimas.
Cigarros acalmam,
um, dois, tres,
garçom, por favor outro maço
aquela imagem na minha cabeça
lágrimas de crocodilo
a rua é vazia, eu estou sozinho
há quanto tempo estava acompanhado
um dia atrás talvez, ou foram apenas algumas horas?
Pensei que nunca fosse passar por isso
é horrível, como se fosse andiantar.
Vocês vendem vodka por aqui?
Me vê esse lenço de brinde, talvez dois
vou precisar.
Nada do que foi, será novamente
sei, sou culpado
Mas antes pensasse que estaria assim
oi cachorro, aceita uma companhia?
não me olhe com essa cara de piedade
que foi expulso fui eu
quem foi excomungado e precisa de perdão.
Ponha sua cabeça sobre minha coxa,
te acariciarei durante a noite
você precisa de um dono
e eu preciso desperdiçar meu amor
eu guardei ele durante esse dia.

sábado, 10 de outubro de 2009

Uva passa

Já declaravam as uvas verdes,
durma mas não fique em paz,
não vê que esse mundo
é você quem faz.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Auto-crítica

Às vezes é bom sair do padrão,
deixar as regras de lado e
esquecer palavras fortes com um gosto adocicado.
Não é que não tenha condições de sofrer,
é que minha força para lutar acabou,
tantas e tantas esperanças,
mas não posso mudar tudo.

Essas palavras foram doces,
talvez nunca deixaremos de ser o que somos,
talvez sempre foram o que são agora,
talvez sempre foram o que eram antes,
quem poderá responder?

A resposta é simples, EVOLUÇÃO!

Montanhas Azuis

Talvez seja mais forte do que eu,
talvez meu coração não aguente mais,
talvez ele já tenha cansado de apanhar,
talvez ele não aguente mais esse cais,
talvez ele não aguenta mais te aguardar,
talvez ele não suporte "os tais",
talvez ele não consegue mais revirar.
Talvez ele precise de uma reforma,
reconstruir cada pedaço que você destruiu,
preciso me afastar para longe,
preciso das montanhas,
sim, eu gosto de montanhas azuis!

domingo, 13 de setembro de 2009

Xangô de um sábado

Chega um ponto que você para e pensa: "Será que é isso q eu mereço?"
Vai seguindo cada um pro seu canto, acabei no fim da noite vomitando, passando mal de bebida e ninguém do meu lado pra dar apoio moral, fumando um cigarro sem ninguém do lado pra distrair, esse é o fim de uma pessoa.
Ontem, um dos poucos dias em que minha mãe não me ligou, dia que eu podia chegar mais tarde, ninguém me acompanhando num é sacanagem?
Eu entendo a parte de todos, eu conheço tanta gente, eu podia estar com qualquer um, mas não, não vi uma alma viva, tava eu fumando um cigarro sozinho.
É meu fim, acho que vou tomar a minha última dose, chega um ponto que você não consegue mais ser responsável, ou mais um perdido na vida, intão vem aqueles momentos na sua mente, risadas, desmaios, pessoas, sexos, entre outras. Você pensa: "Não , só por essa noite, você está sendo testado!"
Então você liga para alguém, o telefone chama mas ninguém atende, você quer que essa pessoa atenda, você sente que é a hora, tudo que você sentiu a vida toda por ela, aquele amor incondicional, você quer falar pra ela o que acontece dentro do seu coração, você quer falar sobre tudo o que acontece quando você vê ela, mas ela não antende o telefone.
Você pensa, não, não posso terminar assim, como um mendigo fétido e sujo, sentado em uma arquibancada, amando uma pessoa sem ela saber, quando eu declarar meu amor, aí sim, eu poderei, eu consigo viver bem sem o amor, mas viver abandonado, jogado na beira do meio fio é terrivel, o problema é que eu vivi 15 anos da minha vida assim, acho que já seria o suficiente né, meus pecados foram pagos antecipadamente, mas parece que ainda pago por eles.

domingo, 6 de setembro de 2009

Um dividido por dois igual a Zero

Quantas pessoas choram no seu ombro?
Quantas te dão o ombro para chorar?
Quantos passos você já deu?
Em quantos passos você foi acompanhado?
Quantas vezes você já chorou pelos outros?
Quantas vezes já perguntaram se você chorou?
Quanto tempo você já perdeu?
Quanto tempo eles já te deram?
No fim quem sofre é quem doa, e não quem recebe!

Ode à traição

O que será de tua beleza quando eu fechar os olhos e prestar ateção nas suas palavras?
talvez seu abraço não me conforte mais,
e seu olhar é tão vago quanto meu coração.
seu cheiro ainda me parece atraente,
mas seu sorriso não me deixa mais contente.
não me olhe mais com esse olhar penetrante,
você não conseguirá mais me persuadir, seu tratante.

domingo, 16 de agosto de 2009

Balanço

Arrependa-se,
concerte-se,
surpreenda-se,
O mar ataca,
e se arrepende,
a onda segue,
e volta de repente.

Aprendizado

Aprendemos que devemos aprender
mas esquecemos do que devemos aprender
Aprendemos coisas erradas
aprendemos coisas corretas
mas nem sempre tudo que fazemos é certo
mas fazemos para atingir nossas metas

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Tributo

Morte, fim de quem ama
início de quem sofre!

sábado, 27 de junho de 2009

Falso ator

Ultimamente penso que minhas noites não passam de fingimento, meus sorrisos são falsos, meus assuntos são falsos, meu olhar sem brilho me deixam vagando na imensidão escura e estrelada da noite.
Todos estão felizes, rindo sem culpa nem pudor, mas eu não passo de mais um ator.

Mercadoria

Saiba escolher entre o que você quer e o que os outros querem, não seja comprado, não seja tratado como mercadoria, não seja apenas mais um pão na padaria!
Lute pelos seus objetivos, mesmo que eles sejam fúteis!

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Brisando

O difícil é entender porque uma brisa pode nos fazer sentir frio ou nos refrescar, tudo depende do seu estado de espírito, tudo depende do ambiente, tudo depende de como você vê as coisas!

Umas brisa pode ser boa, ou pode ser má, tudo depende de você!

quarta-feira, 24 de junho de 2009

O caminho

Pegue seu caminho, mas siga sua estrada, hão estradas paralelas, mas somente uma é a sua.
Marque seu caminho com referências fáceis, e boas. Grandes pedras e curvas não servem de referência, elas serviram apenas para não tornar seu caminho monótono demais, e para te manter atento nos perigos da estrada.
Sim, toda estrada é perigosa, há desde pequenos marimbondos altamente venenosos até grandes feras felinas, não esqueça dos escorpiões, cobras e ratos que atravessarão seu caminho.
Marque seu caminho por lindas flores e árvores centenárias, marque seu caminho naquelas coisas boas e bonitas que ninguém vê, e que as feras te ameaçarão arrancar.
O caminho é difícil, a estrada não está feita, você vai ter que fazer a trilha, desde abismos até grandes oceanos, você vai tropeçar, vai cair, mas não desista de levantar e continuar a jornada, ninguém disse que seria fácil.
Vozes irão te dar dicas sobre como atravessar a estrada, você nunca estará sozinho, mas lembre-se de saber distinguir as vozes, umas são boas e outras são más.
Mas não desista do caminho, você já chegou a um ponto que não tem como voltar.
Aprenda a seguir o caminho!

terça-feira, 2 de junho de 2009

Conto de Fadas

Ouça e veja meu conto de fadas
um conto que não há sapatinho de cristal
um conto que não há castelos e dragões
não há princesas nem floresta
mas há amor

Meu conto de fadas não tem animais falantes
mas tem momentos frustrantes
não tem bosques encantados nem sete anões
mas prometo, ele tem muitas emoções

Se você quer um conto de fadas
leia o meu
mas não lhe garanto que haverá Julieta
nem Romeu

Ao menos meu conto de fadas tem amor
mas amor com muita dor
sei que ele não vai ter um final feliz
mas vilões vão morrer por um triz

Leia o conto de fadas sobre um amor platônico
sobre princesas que são malvadas
sobre virgens que são dadas
e um príncipe tonto,
leia o meu conto!

sábado, 23 de maio de 2009

Resposta à Chaplin

Não, a vida é perfeita e nunca deveria ser ao contrário, claro, seria tão bom saber a hora que você se despede do mundo, saber quando você entra no palco e quando o espetáculo acaba. Mas, que sentido teria a vida se a inocência de uma criança ficasse na velhice e a sagacidade da idade avançada nos esperasse na infância, o que marca a vida de uma pessoa é ser ingênuo na infância, desajuizado na adolescência, responsável na fase adulta e experiente na velhice. O que seria da nossa vida se fossemos ingênuos na velhice, desajuizados na fase adulta, responsáveis na adolescência e experientes na infância? O que seria de uma festa na faculdade com pessoas responsáveis? Como iríamos brincar de pega-pega com osteosporose? Já nasceríamos sabendo?
A vida não está ao contrário, mas o mundo sim, esse está ao contrário!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

"Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos que já se acabaram. As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas possam ir embora.Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se. Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira."

(Fernando Pessoa)

terça-feira, 21 de abril de 2009

Cartas de amor

Queria escrever uma carta de amor, mas não achei palavras para expressá-la, o que sinto não se expressa em um simples pedaço de papel. O seu cheiro que sinto andando pela rua, o seu olhar que procuro a cada pessoa que passa, o sorriso aberto e que expressa tanta alegria e eu vejo nas suas fotos.
O que quero dizer não cabe em uma carta de amor, minhas palavras ocupariam páginas e mais páginas de um livro sem sentido, encheria uma prateleira de uma livraria e nela ficaria somente o pó.
Pessoas cairiam em lágrimas se eu soubesse expressar cada reação do meu corpo quando te vejo na rua, quando seu olhar cruza com o meu e você me abraça, um abraço que dura a eternidade, enquanto você fala o seus lábios me hipnotizam e eu caio em transe profundo. Quem dera se parte de você fosse minha, se ao menos o seu carinho pudesse me acalentar.
Os meus sentimentos não cabem em cartas de amor!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Soneto da Destruição

Se a rosa fosse verdade
se fosse verdade a paixão
se a paixão fosse rosa
e se fosse rosa o coração

Abelhas dançam valsa
nas pétalas do coração
saias rodada e sapato de salto
seguindo a infinita canção

A valsa muda para algo sem fundamento
as abelhas voam em desencanto
tudo é tomado por asfalto e cimento

A rosa se transforma
e cai murcha no chão
Ah! Se fosse verdade a paixão

domingo, 19 de abril de 2009

Não sejas assim tão fraco
eu também não sou forte o bastante
Não seja hipócrita
talvez nem eu conheça meus próprios defeitos
mas tenha cuidado
nenhum caleidoscópio é confiante
uma hora você vê
na outra ele te engana
Nunca aponte meus defeitos
enquanto me aponta um
três apontam pra você e um para o alto
ou para baixo
A escolha é sua
emcima ou embaixo
o que vale é o sentimento
ou a hipocrisia
que acabou de te consumir

sábado, 18 de abril de 2009

Porque no passado fazemos de tudo
e no futuro nos surpreendemos
não era pra ser assim
não queria você só pra mim
a seu amor não era só meu
mas você mudou
você me esqueceu
não tem mais relação entre tu e eu

Sei que você me queria como amigo
eu também queria você assim
mas o destino é meu inimigo
e afastou você de mim

Se os céus fossem limpos
se os corações fossem puros
agora não me sobra nem nos limbos
esqueci de você
esqueci da paixão

Agora você tem outra pessoa
alguém que você ama
e te ama tanto quanto eu te amei
mas o amor não é tudo
o amor é só um fruto
que se come com gosto
e depois joga fora
junto com o fruto do desgosto

Agora desapeguei
não te desejo como desejei
o meu fruto foi para o lixo
e sua semente
está coberta de bichos
Não venha com nossa canção de amor
isso não vai me mudar
meu amor por ti
nunca mais vai voltar
se voltar, não vai durar